norte-sul

norte-sul

é inverno 

no hemisfério sul 

mas em mim habita o verão 

do hemisfério norte.

que sorte!

mesmo sabendo que no norte 

as temperaturas não são tão elevadas como no sul 

me encontro em uma temperatura amena

em saber que, como uma estação do ano 

você

que é sol, chuva, tsunami e furação 

está ai

e eu aqui

no mesmo lugar.

-Naiara Caroline

 

 

 

Anúncios
Quatro da tarde

Quatro da tarde

Paris, 11 de junho de 1998.

Escrevo com a intenção de eternizar este momento, e quem sabe daqui alguns anos ter a oportunidade de novamente reproduzir esse sentimento, essa harmonia e cumplicidade, aonde quer que a gente esteja, importante que estejamos juntas.

É quinta-feira e o dia esta tão lindo, essa cidade é tão aconchegante e tradicional em alguns momentos, me conforta estar aqui com você. Hoje é feriado, a Copa do Mundo começou ontem, aqui na França, o mundo esta admirando o esporte mais importante, e eu estou me sentindo campeã por ter você!

Acordei e te enchi de beijos, amo acordar e te ver ao meu lado sorrindo, você é raio de sol com o brilho da lua. Noite passada enquanto dormia em meu peito meus pensamentos foram de gratidão por estamos ali, juntas, da forma mais pura e singela que dois seres podem ser. Você me disse “as vezes estamos no lugar certo”, nunca tive tanta certeza que sim, neste momento estamos no lugar certo.

São quatro da tarde, preciso terminar de escrever um artigo, você precisa continuar a sua leitura, você é tão detalhista, e sabe, amo como transforma cada pequeno momento em um grande detalhe. Você arrumou a varanda e me convidou para trabalhamos ali, com a Torre Eiffel prestigiando o nosso momento. Chá, brigadeiros e amor, não precisamos de muito e sabemos disso. Escrevo um pouquinho e fico te olhando, sorrindo, tenho tanta sorte. Você me olha, me pergunta alguma coisa banal, confesso que não consigo prestar atenção no que esta dizendo, só consigo admirar esse conjunto, entre nós, a vida e seus significados.

– Naiara Caroline

 

 

08.06

08.06

Pareceu o fim da vida, foi como morrer e reviver diariamente, em alguns momentos pareceu que não iria passar, talvez não tenha passado ainda, mas uma hora passará .

Houve a aceitação, que se não foi como imaginamos, é porque imaginamos errado. Não existe mais culpa em acreditar que percorria o caminho certo, apenas a satisfação de ter passado por este caminho.

Amadurecimento em entender que cada pessoa é um universo e cada uma vê as situações de formas extremamente diferentes, as vezes parecidas, mas nunca iguais. Alguns têm a desvantagem de se enganarem e viverem um grande festival de ilusões, já outros por sua vez, têm a vantagem de se entregarem e viverem uma grande aventura.

Tempo e espirituidade para entender, que as coisas são além do que os olhos podem ver.

-Naiara Caroline

Vídeo

Pinguim

Ficaria horas e horas escrevendo sobre a beleza e sutileza que é esse álbum “Casas”. Ultimo trabalho do Rubel, lançado em março deste ano. Já acompanho o trabalho dele há um tempo, porem Casas é literalmente uma caixinha de surpresas, quando você acredita que “não precisa de nada, nada” em Mantra ele mostra que precisa sim do “seu verso mais forte”

Pinguim não é a minha favorita, porém é a que me prende de tal forma que impossível não usa-la como indicação para conhece-lo. 

“Só não esquece do olhar de criança, não esquece de lembrar da lembrança, não esquece de ser dura e forte, não esquece de olhar pra Marte, não esquece de fazer tua arte, não esquece de esquecer, o que tem que se esquecer..”

 

(Rubel)

sentir-céu

sentir-céu

tumblr_ls9itzSfsV1qhyjvso1_500_large

achar que os sentimentos são reais

mas eles não são!

o céu é azul, não é? 

mas quando tem nuvens acredita-se que é cinza 

mas ele continua azul

nada mudou!

só está coberto por nuvens cinzentas que passam…

as nuvens são os supostos sentimentos 

o céu é como realmente eles são.

o firme e o maleável 

podem se unir e ciar formas 

essa é a forma do céu sentimentos

-Naiara Caroline

Terceiro dia

Terceiro dia

Chegamos no terceiro dia de saudades, e fui capaz de acreditar que já estava tudo bem.. Se ela soubesse a falta que me faz, com certeza não voltaria atras.. Interessante é a forma que as lembrança voltam como um tsunami em minha mente, principalmente quando me deparo admirando a foto que estamos sorrindo de olhos fechando, tão natural, sincero e cheio de amor, a lua tão serena iluminava nossas almas tão singelas. São tantos os detalhes… Sempre me pergunto o que faltou ou o que foi a mais, talvez eu nunca consiga essas respostas, talvez eu nunca mais consiga ver aquele sorriso, blindado de lado cheio de dor e amor. Era carnaval e acreditei que aquela folia, que se fez alegria, por mais de um dia iria ficar, mas passou, levou meu bloco e deixou registrado que “todo carnaval tem seu fim”. Foi em uma quinta feira 3, rosas amarelas à dediquei, e naquele momento abri a porta para sua partida, mas por atrevimento ou descuido sempre gostei de descansar com a porta aberta caso ela volte, me olhe por cima e me questione “tem espaço ao seu lado, nessa cama pequena que nos ensinou uma parte do amor?”

-Naiara Caroline