Caixa Postal.

***Sua chamada esta sendo encaminhada para caixa posta e será sujeita a cobrança após o sinal. Pí…***

– … ainda bem que caiu na caixa, não sei iria conseguir falar caso você atendesse … Acho que não está reconhecendo minha voz, já faz um tempo né? Então sou eu, é sei que pensou ser qualquer outra pessoa, menos eu, mas sou eu… Pera, não desliga, ouve até o fim, pra saber os reais motivos dessa ligação.. Não sei se você sabe depois que se foi meus dias deixaram de ser encantados, mesmo com o sol, eu amo o sol, o simples motivo de saber que ele existe já me faz sorri, até mesmo quando as nuvens o cobrem, tá mais esse não é o motivo, o motivo é que depois que te conheci, passei a sorrir nas segundas feiras, coisa que poucos fazem, comecei a ver que na quarta dá pra fazer a mesma coisa que muitos só fazem na sexta, e que posso aproveitar qualquer dia da semana como se fosse um sábado a noite, certo, não é loucura e sim o que comecei a sentir depois de você. Com você aprendi que tudo que conseguimos fácil, vai embora mais fácil ainda, assim como você se foi, de repente, sem explicações, hoje depois de tanto tempo continuo sem entender… Me transformei depois de você, cresci, amadureci, fui feliz e sou feliz, pois você me mostrou que a felicidade está nas coisas pequenas, como em um simples “bom dia”, coisa que nem todo mundo tem ou deseja. Não sei se sabe mas você me ensinou amar, um amor diferente, não um amor carnal, um amor que poucos sentem, não estou dizendo de amor de namorados, pois jamais fomos um casal, é um amor que não sei explicar, só sei sentir… E apesar de tanto tempo, parece que cada dia ele só tem a aumentar, pois todo fim de tarde por volta das seis, me recordo intensamente de você, chega até me dar uma vontade de chorar é um sentimento que me sufoca, que dói. Fico feliz por saber que está namorando, queria muito conhecer essa pessoa que está te fazendo bem, assim como gostaria muito de te apresentar  uma pessoa que conheci e está de fazendo muito feliz também, mas pelo jeito não será possível, afinal você me deletou dá sua vida a e infelizmente não posso fazer nada. Me recordo como se fosse ontem quado me disse que independente  do que acontecesse iriamos ser amigos, só que não foi isso que aconteceu… Bom não sei se entendeu meus motivos, continuo complicando qualquer explicação que tento fazer. Fique bem, um beijo e muitas saudades… Tu, tu…

*** Você tem uma nova mensagem na caixa postal. Primeira nova mensagem, recebida hoje, as 14:14. ***

– Oi…

Naiara Caroline

Anúncios

O Brasil Acordou!

941113_477160472370509_649252736_n

“Vem, vamos pra rua, pode vir que a festa é sua. Que o Brasil vai estar gigante, grande como nunca se viu.” Missão dada, é missão cumprida.

Finalmente os brasileiros tomaram coragem e foram para as ruas, foram lutar por seus direitos, sua dignidade e por tudo aquilo que lhe foi roubado durante todo esse tempo. É gratificante saber que esta acontecendo a Copa das Confederações e a papulação deixou a alienação pelo futebol de lado, desligou a TV e foi a luta, sem medo ou qualquer receio do que os estrangeiros vão falar. 

Tudo começou em fevereiro com manifestações pequenas em Porto Alegre, alegando o aumento da tarifa do transporte, conforme os Estados tiveram suas tarifas alteradas as manifestações foram iniciadas. São Paulo foi a capital onde desde o primeiro protesto grande parte da papulação foi as ruas.

As manifestações não são apenas pelo reajuste da passagem, que tem uma média de 0,20 centavos em todo País, isso só foi um empurrão para a população reagir, pois vivemos em um País que é considerado a 6° maior economia mundial, onde todo o dinheiro para se manter nessa posição é retirado em forma de impostos, impostos que não vemos onde são investidos, que só são utilizados para pagar os salários dos políticos corruptos que colocamos no poder, e só colocamos eles lá pela educação miserável que temos, pela falta de conhecimento de 60% dos brasileiro, que se prendem à promessas que jamais serão cumpridas, que se vendem por alguns reais por acreditarem que tal pessoa poderá melhorar suas vidas… Sem contar a parte da saúde que sofre a cada dia que passa, a cada paciente que dá entrada em um hospital publico. Indignada fico com a reação dos policias, que não tem sabedoria e não vêm que também fazem parte dos prejudicados, pois ter uma arma na cintura não faz com que deixem de pagar impostos, de fazem parte da população. 

É isso ai amigos brasileiros, vamos colocar ordem na nossa Nação, vamos tirar essa imagem que aqui só tem futebol e carnaval, que as mulheres são vistas como produtos e que sabemos que somos enganados e não fazemos nada. Vamos colocar o País pra frente, mostrar que ter uma das melhores economia não importa, e o que realmente importa é ter comida na mesa e uma rede publica digna, onde vejamos que o nosso dinheiro suado é bem investido.

#VamospraRua #BrasilAcordou

Naiara Caroline 

Primeira Parte.

– Como ficou a separação de bens?  – jogando o molho de chaves sobre a mesa questiona Nina.

Você fica com o meus mangas do Hellsing e minha coleção de livros que cai na Fuvest (Dom Casmurro, Memórias Póstumas de Brás Cubas, O Cortiço…) tudo em HQ e meu Ation Figure do Luke Skywalker… E eu fico com seus CD’s, , sua cama e sua câmera fotográfica. E a justiça vai decidir quem vai ficar com o Brad…

Tem certeza que quer se separar?

Por que a pergunta?

Porque preciso saber se é isso mesmo que você quer, se tem certeza…

Tony olha pra ela e fica lembrando de tudo o que já passam juntos e todos planos que fizeram para o futuro, mesmo assim com muita insegurança a responde.

– Ah não é certeza, você vem me machucando muito ultimamente.

Hum.. – Começa a pensar em tudo o que anda fazendo, as coisas que têm falado e não vê nada de errado  – te machucando como?

Me magoando entende?

– Não, eu não entendo!

– Como você não entende? – Abaixa a cabeça como se acreditasse no que estava ouvindo.

– Não entendendo, preciso saber o que eu fiz ou falei pra te magoar – Nina não suportava dramas e Tony já estava passando dos limites – acho que vai ser melhor a gente se separar.

– Está achando isso melhor agora por que? Então vamos nos separar sem comunhão de bens…

– Porque o que adianta eu gostar de você e você não gostar mais de mim? – ela sabia que aquilo não era verdade, porém já havia dito – separamos do jeito que você preferir, quanto mais rápido melhor.

– Nossa que blasfêmia… – era muito para uma discussão, ele poderia estar enganado mas ela não havia falado aqui da boca pra fora – digno nos separarmos o mais rápido possível então, já que você nem ao menos sabe o que sinto por você, realmente não tem necessidade de estarmos mais juntos. Vai ser melhor cada um com as suas coisinhas e cada um pro seu canto…

– Mais é claro que não sei, você disse que te magoei, só que não demonstrou isso. – Nina se deu conta que havia falado a pior coisa da sua vida para Tony, só que agora não dava mais pra voltar atrás, tinha que de alguma forma consertar tudo aquilo, já que ele começou a fazer as malas e parecia estar certo de tudo aquilo, que iria embora sem voltar atrás sem querer saber mais dela.

– Realmente não soube demonstrar meus sentimentos, e por isso chegamos ao ponto em que estamos, porém eu sempre me esforcei pra vê-la feliz, pra ver um sorriso em seu rosto e fazia com gosto, pois amo ver o seu sorriso… E é assim que sou retribuído?  Só porque não soube me expressar? Eu não sei me expressar, demonstrar minhas palavras e pensamentos… – Tony sente uma vontade imensa de chorar, sente um nó na garganta, como se não fosse conseguir sem ela – Eu gosto de você, agora por um erro bobo tudo vai acabar? Tudo bem… Vou terminar de fazer as minhas malas e chamar um taxi, não se preocupe vou arrumar um lugar pra passar essa noite e amanha já corro atrás de um advogado pra agilizar o mais rápido possível a nossa separação, certo?

Nina podia deixar ele ir embora daquela forma, ele simplesmente era sua vida, 4 anos juntos não poderia ser jogado pela janela dessa forma.

– Olhar vou lhe ser franca, eu não gosto de você, gostar é pouco para o que sinto por você, você não tem noção do que sinto por você… e você não vai embora, estamos tomando decisões precipitadas, precisamos rever tudo, tenho certeza que isso não tá certo.

– Agora é tarde para isso já chegamos a esse ponto!!

– Mas podemos reverter a situação, basta querer.

– Certo, não irei embora ate terminarmos a nossa conversa…

Tony então decidiu que iria falar tudo o que estava acontecendo, já que Nina não está percebendo que a situação estava mais complicado do que ela imagina. Ele sempre foi uma rapaz muito carinhoso, atencioso, compreensivo, porém ela não era assim, era completamente o oposto, age mais friamente, como se não sentisse, porém sempre sentiu demais, esse é o motivo de agir dessa formar, sempre ter sentido além do que deveria, se doado demais e nunca ter o mesmo em troca, só que Tony era um rapaz diferente, mesmo assim Nina vivia com aquela insegurança, com medo de se machucar mais uma vez. Nina nunca amou ninguém como ama ele, Tony é a pessoa que ela sempre sonho, simplesmente perfeito, o homem que qualquer mulher deseja, beleza nunca foi seu forte, porém ele transmitia uma paz incondicional que qualquer pessoa gostaria de receber…

– Então vamos colocar tudo no lugar. Você vem chegando tarde do serviço toda quinta e vem me falando que estava em Happy-hour com seus amigos da empresa… E não tem mais falado comigo como antes e tem falado muito de outro rapaz, não nasci ontem.

– Meu bem são apenas amigos, engraçado que você pode sair, falar de outras moças e eu não?

– Você pode e faz, porém falar sempre do mesmo rapaz?

– É que ele é um grande amigo, cadê a confiança?

– Eu falo de moças variadas. A confiança esta bem aqui guardada, porem a gente não esta como antes. – Muitas vezes ele tinhas certas crises de carência, porém Nina nunca soube lidar com aquela situação – Sem contar que nem nos abraçamos mais…

– Ah já saquei, você esta com ciúmes? Não acredito! – suou até como um sacarmos quando ela terminou de falar, ela tem essa mania de falar com um tom de brincadeira.

– Ah amor não vem com essas não to com ciúmes, se estivesse já tinha lhe dito, sei que você é uma mulher direita que não iria me trair por besteira.

– Tá sim, sabia que um dia isso iria acontecer, claro que não ia falar. Eu e minha cabeça, não percebi… Me desculpa amor? – Nina estava tentando acabar logo com aquela conversar, não está com muita paciência, afinal o dia no serviço tinha sido muito turbulento, ela só queria tomar um banho e cair na cama.

– Não estou com ciúme, só que a gente não conversa mais, não se abraça mais… E fica assim nessa frieza…  É como se você não sentisse mais a minha. O que tenho na verdade é falta de você e não ciúmes.

– É realmente no relacionamento tem esfriado muito, não sei o que está acontecendo… Porém você também se afastou. – Ela realmente estava querendo acabar com tudo, ele não tinha culpa de nada, a culpa daquela situação era inteiramente dela.

– Pô amor me afastei? Levo o café da manhã todo dia pra você na cama e de finais de semana proponho que saímos juntos de sábado a noite, porem você esta sempre cansada e quer ficar em casa. Ou quando não quer ficar em casa, tá afim de sair com seu “grande amigo” e sua irmã, e sempre diz pra eu ir me divertir com meus amigos. Por que eu não posso ir  junto com vocês?

– É que estão acontecendo muitas coisas, na casa da minha mãe, na empresa, comigo, e agora com a gente, é muita coisa pra uma cabeça só. Como diria mamãe “você está fazendo tudo por impulso…” Eu sei que errei te excluindo… Mas as vezes acho que te sufoco, então tomo essas atitudes mal pensadas. – Quando ela se dá por conta, já está com os olhos cheios de lágrimas, ela não queria chorar, não naquele momento, pra ela chorar na frente de qualquer pessoa demonstrava o quanto ela era fraca e ninguém sabia, ou melhor era capaz de perceber – Eu gostaria que ficasse tudo bem entre a gente.

– Pô estamos morando junto a tanto tempo, se eu escolhi viver sob o mesmo teto que você é porque eu queria que você me sufocasse, gostaria de dividir os bons e maus momentos contigo, gostaria de você perto e ao invés disso é você que fica sufocada comigo e me exclui.– Quando decidiram morar juntos a ideia foi de Tony, pois ela já não conseguia ficar tanto tempo sem vê-la, a rotina deles sempre foi muito agitada e só tinham tempo pra ficarem juntos aos fins de semana. – Toma essas atitudes mal pensadas porque quer, pois estou aqui pra ajudar você dividir esses pesos, só que você quer carrega-los sozinha. Chega não irei mais conversar sobre isso não estamos indo muito pra frente e é melhor você descansar daqui a pouco você levantará cedo pra ir trabalhar

– Realmente você esta certo, nem sei como você aguentou esse tempo todo… eu não sou a pessoa certa pra estar com você, ao invés de te completar, estou te deixando só… Não se preocupa com o meu serviço, temos que resolver isso.

– Amanhã quem sabe eu e você não estejamos com a cabeça mais fria a ponto de conversarmos melhor e você pare de agir pelos seus impulsos… Não adianta conversar assim de cabeça quente e cansada, sendo que ainda vai trabalhar vai ficar desgastada e depois não iremos nos entender novamente…

– Não haverá mais desentendimentos…

– Você esta se deixando só e me magoando porque esta levantando barreiras e assim não estou conseguindo chegar até você pra te ajudar… Mais isso é só comigo pras outras pessoas você esta abrindo portas e levantando pontes pra elas chegarem até você…. O problema deve ser eu, devo estar sendo muito grudento ou você deve estar enjoando, acontece… Hoje to afim de ir dormir no sofá irei deixar você de boa na cama!

– O problemas está na minha imaturidade, em achar que vou conseguir resolver tudo… só que não! Se estivesse enjoada, falaria… Ah não, dorme na cama comigo? Por favor? Preciso de você, mais do que você imagina, não me deixa… – Nina não aguentou e começou a chorar, ela sabia que o problema estava com ela, porem Tony dramatizada demais e não via que ela também necessitava de ajuda.

– Realmente foi imatura achando que poderia controlar tudo. Porem não esta parecendo que precisa assim de mim, você esta se distanciando… Não irei lhe deixar vou estar na sala qualquer coisa você poder me chamar.

– Então eu vou dormir lá com você, coloco o colchão no chão, fico do seu lado.

– Me responde, durmo com você hoje e se as coisas não melhorarem? Se você só usufruir de mim, fazendo amor comigo e se esquecendo depois?

– As coisas vão melhorar, e hoje eu não quero fazer amor com você, eu quero dormir juntinho de você, amanha vamos acordar melhor.

– Você disse isso da ultima vez que brigamos, se lembra que ocorreu tudo aquilo e você ainda brigou comigo no outro dia, fazendo eu ir comprar pílulas do dia seguinte?

– Só que dessa vez vai ser diferente, e outra eu não podia engravidar naquela época.

– Irei me deitar com você hoje, com a condição de irmos agora e depois terminamos esse assunto, pois você precisa descansar, vai trabalhar daqui a pouco. E toda a vez que falamos que iremos fazer diferente mudamos mesmo…

– Certo, vamos agora, você precisa descansar também. Mais dessa vez vamos mudar pra melhor…

– Ok… Vai querer q eu te abrace? Ou é melhor cada um ficar em seu canto da cama? Ou você ira me abraçar?

– Eu vou te abraçar ou melhor fazer daquele jeito que eu gosto, você me abraçando e eu abraçando seus braços…

Naiara Caroline 

Livro.

Pessoal aqui vai a indicação do Livro que uma amiga de Portugal escreveu, o nome é ” Dente de Leão”, relata historias de ídolos, sonhos, adolescência e a vida dos jovens.. Tem essa denominação pelo fato da vida ser frágil e forte como tal….
Esse é o link onde o livro pode ser encontrado: http://www.bubok.pt/livros/6818/Num-Dente-de-Leao
Essa é a página do livro no Facebook https://www.facebook.com/pages/Vanessa-Rogeiro-Gon%C3%A7alves/231534580321487?ref=br_rs
Obrigada!
  Naiara Caroline

Pai!

Me lembro da ultima vez que estivemos juntos, eu tinha apenas onze anos, foi em um domingo de sol, um dia lindo! Não me recordo da despedida, porém me recordo que estávamos muito felizes… Então ele partiu. Aconteceu tudo tão de repente numa velocidade inexplicável, quando me dei conta já era tarde demais…
Ele se foi levando boa parte de mim contigo e me deixando apenas lembranças e muitas saudades. Hoje completam sete longos anos da sua partida, e mais um ano da certeza que não irá voltar, mais quem sabe um dia nós encontramos no Reino de Deus ou em qualquer outro lugar. Na onde estiver eternamente será meu par!

Naiara Caroline

Quinta-feira

tumblr_mcyyo5VIXe1qder5oo1_500

E todas as minhas quintas-feiras serão suas, somente suas! Não importa o que aconteça, o tempo que passe, se haverá sol ou chuva, se estaremos juntos ou não, dedicarei todas as minhas quintas a você. Por que será que estou dizendo isso hein? Porque foi em uma quinta feira do mês de novembro em uma manha nublada que você me encantou, depois desse dia, os meus dias nunca mais foram os mesmos, principalmente as minhas quintas, pois dali em diante se tornou o nosso dia. O nosso dia de ir na Paulista, no cinema, em todos os shoppings da cidade e de uma visita surpresa, o dia de sorrir, conversar, de ficar juntinho, de abraçar… Se tornou o dia mais bonito da semana, mais interessante e emocionante também, o dia que me sinto bem e te faço o bem, o dia que te tenho só pra mim e mais ninguém.

E como diria Nando Reis “Espero que o tempo passe, espero que a semana acabe, pra que eu possa te ver de novo. Espero que o tempo voe, para que você retorne, pra que eu possa te abraçar e te beijar de novo…”

Naiara Caroline

Um querer.

Era terça-feira e depois de tantas insistências ele resolver ceder, acho que estava me tornando inconveniente ou ele também queria não sei. Era 18:45 desci na Estação Liberdade depois de passar um sufoco, estava pra lá de atrasada, mas ele iria entender, já tinha pedido pra me encontrar lá pois estava com medo de me perder, ajeitei o cabelo subindo as escadas, ele estava lá como o combinado, não estava acreditando ele me esperou, certo que o atraso era relevante, mas mesmo assim.

Não sabia o que fazer não poderia demostrar nervosismo, então um sorriso no rosto e um beijo tímido, logo em seguidas milhões de palavras banais, só pra não rolar aquela coisa de ninguém falar nada, só que ele diz ” Você está linda” , quis me desmontar em uma tacada só, agradeço e fico sem graça.

Finalmente chegamos ao nosso destino, Av. Paulista, o sol esta a se pôr, quando começa a chover, igual nesses filmes românticos onde tudo é perfeito, senti uma coisa estranha como se aquilo não estivesse acontecendo, mas estava. A lua aparece e perambulamos pelas ruas desconhecidas por mim e conhecidas por ele, de mãos dadas estávamos e permanecemos até o fim, me senti segura ao segura-lo , assim sabia que não por muito tempo, mas o suficiente ele estaria ali, e ele me passava a mesma segurança, minha presença o agradava.

Depois de tanto caminhar, ouvir minhas reclamações, ele me levou para uma espece de praça, logo ao lado do Masp, bem movimentada, havia vários casais, quanto finalmente ficamos. Foi estranho vê-lo daquele ângulo, ter os rostos tão próximos, sem saber o que pensar ou sentir. Achei tudo romântico. Ele é respeitador e consegui segurar o desejo acumulado, transbordava felicidade, e ele aparentava isso também, noite mais encantadora da minha vida, sem contar que completava exatos um ano que havíamos nos conhecidos. Foi tudo bem bacana, com uma ou outra batida de dentes, deitada em seu colo eu estava e assim gostaria de permanecer, sorrisos entre um beijo e outro, pensamentos com muitas falas quando ele solta ” Não fala, beija”.

No em tanto, chega a tão temida hora, hora de ir embora, porque não poderíamos ficar ali só mais um pouquinho, ou melhor pelo resto da eternidade? Tão agradável o ambiente e a companhia melhor ainda. Mas o que nós somos agora? Mais que amigos, bem mais; menos que namorados, bem menos. O quê? Deixo por sermos uma momento, uma noite, uma alegria repentina, um querer,  que pode se repetir ou talvez não, não dá pra saber, apenas dizer, que ele me faz bem assim como quero lhe fazer.

Naiara Caroline